Resultados Preliminares

Download do arquivo

Resultados Preliminares de Novembro 2018

Novembro 2018

As vendas de cimento no mercado interno, entre janeiro a novembro de 2018, totalizaram 48,7 milhões de toneladas, de acordo com o Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC). Este montante representa queda de 1,2% frente ao mesmo período do ano passado.

As vendas acumuladas em 12 meses - de dezembro de 2017 a novembro de 2018 - registraram 52,7 milhões de toneladas. O volume é 1,8% menor em relação ao observado no período de dezembro de 2016 a novembro de 2017. Em novembro de 2018 foram vendidas 4,5 milhões de toneladas, quantidade 1,7% superior às vendas de novembro de 2017

Na comparação por dia útil - melhor indicador da indústria por considerar o número de dias trabalhados, que tem forte influência no consumo de cimento - as vendas do produto no mercado interno em novembro tiveram um aumento de 1,7% em comparação a novembro de 2017, e aumento de 4,1% sobre outubro de 2018.

Consumo aparente e importação

O consumo aparente de cimento (vendas no mercado interno + importações) totalizou 49 milhões de toneladas entre janeiro a novembro de 2018. O resultado representa queda de 1,5% em relação ao mesmo período de 2017. Na comparação com o acumulado nos últimos 12 meses (dezembro de 17 a novembro de 18), a queda foi de 2% sobre igual período anterior (dezembro de 16 a novembro de 17).

Indicadores da atividade econômica melhoram no final de ano e apontam crescimento em 2019

O Presidente do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC), Paulo Camillo Penna, afirma que alguns indicadores da construção civil já apresentam melhoras trazendo otimismo para o mercado.

“Tanto o número de lançamentos quanto o de vendas de unidades residenciais vem aumentando em diversas regiões do país. Os estoques de imóveis também estão diminuindo, o que deixa o mercado mais otimista para novos lançamentos e, consequentemente, aquece o setor da construção civil, o que impacta diretamente na indústria do cimento”, explica Penna.

Ainda de acordo com o presidente do SNIC, a melhora dos indicadores, aliado ao novo ambiente político, lastrearam as projeções da entidade para um cenário positivo no próximo ano. “Nossa expectativa é de crescimento no consumo de cimento em 2019, após quatro anos consecutivos de queda, próxima de 30%”, conclui o dirigente.

Resultados Preliminares de Novembro 2018

Resultados Preliminares de Novembro 2018